Como o limitador de rastreamento de anúncio afeta o mercado

Quais os próximos passos do Google para driblar a novidade?

Depois da Apple anunciar um novo recurso em teste no iOS 14, – o limitador de rastreamento de anúncio – onde os usuários decidem se um app ou serviço terá ou não acesso a dados para personalização de anúncios, muitas empresas da indústria tecnológica estão se movimentando.

Ao que parece, estas empresas deverão começar a se conformar com o limite de rastreamento, caso o mais recente rumor publicado pela Bloomberg se comprove. Segundo fontes do portal financeiro, o Google estaria estudando maneiras de implementar uma funcionalidade similar ao limitador de rastreamento de anúncio da Apple no Android.

Considerando a importância dos anúncios personalizados para os produtos e serviços da gigante das buscas, esta é uma notícia que nos deixa curiosos em saber o que o gigante das buscas fará. Aparentemente, o Google deve adotar uma postura mais branda para que seja possível equilibrar a privacidade com a receita de anúncios de parceiros.

De acordo com a reportagem, uma das medidas para atingir esse equilíbrio é o diálogo, já que a empresa estaria em contato com companhias que seriam afetadas pela mudança. Apesar disso, a solução do Google seria um pouco mais agressiva que a da Apple, no sentido de ser obrigatória a todos os desenvolvedores, sem opções para permitir ou não o rastreamento.

As fontes entrevistadas também relataram que os novos limites de rastreamento do Android seriam similares aos que serão adotados no Chrome, sendo parte do programa Privacy Sandbox, focado em aprimorar os serviços Google. Ou seja, no navegador da empresa, os cookies que coletam dados dos usuários poderão ser abolidos, dando lugar a um modelo que separa usuários em grupos de interesses, e não mais individualmente.

Em resposta ao artigo da Bloomberg, um representante do Google afirmou que “nós estamos sempre buscando por meios de trabalhar com desenvolvedores para aprimorar a privacidade enquanto mantemos um ecossistema de apps saudáveis sustentados por anúncios”.

Vamos acompanhar essas limitações de anúncios para nos adaptar e trazer os melhores resultados. Se tiver alguma dúvida, chame o Mago do AdWords!