Texto padrão para anúncio de Google Ads será descontinuado

Como usar o texto responsivo ao seu favor.

Já faz um tempo que os anúncios responsivos estão ocupando seus devidos lugares na central de anúncios do Google. Por isso, em algumas contas na plataforma o texto padrão já não existe, dando lugar a textos para anúncios responsivos.

Esse tipo de texto permite a criação de variações de títulos e descrição, além de se adaptar a diversos dispositivos. Essa movimentação já era algo que o Google estava trabalhando e se torna obrigatório para que o anúncio seja criado da forma mais adequada possível.

Como funcionam os anúncios responsivos no Google

Esses anúncios responsivos ajustam-se de forma automática, em termos de tamanho, aparência e formato, aos espaços de publicidade disponíveis. Assim, um único anúncio responsivo pode aparecer como um pequeno anúncio de texto em um lugar e um grande anúncio gráfico em outro. Eles também podem assumir uma formatação nativa para se adequar ao tom e à aparência dos websites em que são exibidos

Machine Learning no Google Ads

Cada vez mais, o Google tem trabalhado com o aprendizado de máquina. Mas o que isso significa? Vamos a um exemplo: você pesquisou por uma palavra muito específica na plataforma. Ela identifica que uma das variações do anúncio responsivo é mais interessante e a exibe. Se você fizer outra pesquisa, o Google não exibirá o mesmo conteúdo e sim um outro termo ligado a sua busca.

O que mais considerar para um bom anúncio responsivo

Boas descrições também podem trazer bons resultados, e a responsividade pode fazer com que seu anúncio atinja seu público-alvo específico com mais facilidade e garantindo uma boa experiência de usuário. Entretanto, ainda é imprescindível atentar-se às boas práticas, a uma boa escolha de palavras-chave, a todas as ferramentas e dicas de segmentação disponíveis e todas as demais técnicas que você já conhece para aproveitar ao máximo o potencial de seu anúncio.

E você?  O que achou das obrigatoriedades para os textos responsivos? Deixe aqui nos comentários e, se tiver alguma dúvida, fale com o Mago do AdWords.