Google e as Eleições 2022: quais os cuidados da plataforma?

Propagandas políticas
Propagandas políticas

A empresa anunciou algumas adaptações para o próximo ano.

Uma das novidades que o Google anunciou será a atualização em suas diretrizes de propagandas políticas.

Com a mudança, o anunciante que tiver interesse em fazer propagandas políticas na plataforma de publicidade da empresa, o Google Ads, precisará completar um processo de verificação. Esse processo passa a ser obrigatório a partir do dia 17 de novembro.

O público-alvo da verificação será:

  • Todo anunciante que decidir divulgar campanhas envolvendo partidos políticos;
  • Titulares de cargos públicos eletivos na esfera federal;
  • Candidatos à Câmara dos Deputados, ao Senado, à vice-Presidência e à Presidência.

Para que isso seja documentado, será apresentado um “Relatório de Transparência de Publicidade Política”. Ele estará disponível no 1º semestre de 2022 e poderá ser baixado.

Outra novidade será na plataforma Google Trends, que mede o comportamento de usuário na busca, e que será expandida. Entre as novas funcionalidades, está a produção de hubs para os futuros candidatos e análises customizadas relacionadas às eleições 2022.

A empresa ainda anunciou a renovação do apoio ao projeto de checagens; o Comprova. A iniciativa reúne jornalistas de 33 veículos de comunicação brasileiros, entre eles o Poder360, para descobrir e investigar informações enganosas, fake news inventadas e deliberadamente falsas sobre políticas públicas compartilhadas nas redes sociais ou por aplicativos de mensagens. O Comprova é uma iniciativa sem fins lucrativos.

O objetivo é dar mais transparências às propagandas políticas e o processo será obrigatório a partir de novembro.